fazer bem

Prefere fazer bem as coisas bem em vez de escolher a via rápida



fazer bemA importância dos processos. Não é a primeira vez que digo isto, nem será provavelmente a última. Aqui está mais uma razão para fazer o que é correcto e não escolher a via mais fácil.

Quem não conhece o ditado “Depressa e bem não há quem”? Esta é uma verdade transversal e intemporal. E nesta área é um ditado ainda com mais sentido.

Quando lanças um negócio vives com a ansiedade de conseguir fazer a primeira venda. Quando isto acontece queres mais. Não há nada mais importante nesse momento. Faz todo o sentido, porque se um negócio não render dinheiro, então tudo o resto não faz sentido.

Por essa razão, de início sacrificas fazer bem as coisas em vez de fazer as coisas da forma correcta. Dás mais valor às necessidades de curto prazo do que às de médio e longo prazo.

O problema é que todas as decisões que tomas de inicio de um projecto têm um custo. O custo consiste em ires pensar que vais conseguir mudar facilmente alguma coisa que começou mal. Aqui também podemos aplicar outro ditado popular: “O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”. De início uma alteração vai-te custar alguns cêntimos, mas quanto mais avançado estiveres no teu projecto, maior será o custo dessa alteração ou mudança.

Por tudo isso, prefere sempre fazer as coisas bem em vez de tentar fazer tudo o mais rápido possível. A curto prazo podes perder algum tempo, mas a médio e longo prazo vais ganhar em termos de tempo e dinheiro.

Isto consiste sobretudo em organizar bem os processos e estabelecer uma cultura de mitdenken. Não é uma tarefa simples porque isso significa mais trabalho do que parece ser necessário inicialmente. Mas este é o factor chave para poder chegar o mais rápido possível a um ponto onde todos entendem os benefícios de trabalhar desta forma. Só assim o processo irá transformar-se em rotina sem ser questionado, mas simplesmente aplicado.

O complicado não é fazer as coisas uma vez mas diariamente. De início é preciso mais trabalho, mas no final as coisas vão simplesmente fluir sem problemas. Ou pelo menos é esse o plano. 😉



Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.