smart pricing

Smart Pricing: O que é e como o evitar



Praticamente todos os que têm uma conta de Adsense já notaram em alguma altura que os seus rendimentos do Adsense caíram imenso. Isto chama-se smart pricing e embora seja um facto já conhecido há muito tempo, ainda continua a ser um tema recorrente.

O smart pricing não é um mito que circula por aí como por vezes se diz. O próprio blog oficial do Adsense já falou sobre o assunto. Por isso vou tentar resumir alguns pontos essenciais de forma a compreender e evitar o smart pricing.

 

O que é o Smart Pricing?

O smart pricing dá-se quando o preço que o Adsense paga por um clique num anúncio é muito baixo, próximo dos 0.02€, quando o seu preço normal é muito superior.

 

Efeitos do Smart Pricing

Os efeitos do smart pricing são, em alguns casos, devastadores. Para saber se está a ser vítima de smart pricing basta verificar alguns pontos:

  • Os seus ganhos diários caíram imenso (pode chegar mesmo aos 90%)
  • O custo por clique é entre 0.01€ e 0.03€
  • O eCPM é de cerca dos 2€

Esta queda dos ganhos dá-se independentemente do CTR ou do número de impressões. Pode-se cair no smart pricing mesmo quando se aumenta de forma considerável todas as estatísticas.

 

Causas do Smart Pricing

Existem muitos factores que determinam o preço de um anúncio: O que paga o anunciante para essa palavra, a qualidade do anúncio, a competência do anuncio e o principio e final das campanhas publicitarias no AdWords.

Mas os principais motivos para cair no smart pricing são independentes dos factores próprios dos anunciantes. Estar em smart pricing significa que se irá cobrar uma mínima parte por um clique num determinado anúncio, de tal forma que se não se estivesse em smart pricing se iria ganhar muito mais.

 

Os principais factores para cair no Smart Pricing são:

  • O principal motivo será, sem dúvida, que a conversão dos cliques não ter a efectividade que o anunciante desejaria. Isto é, que os usuários que chegam à página do anunciante não fazem o que se espera deles, como realizar um pedido, registar-se, etc. Isto sucede normalmente quando os usuários são enganados para que cliquem na publicidade, cliquem para entrar numa página ou quando estão apenas alguns segundos na página do anunciante.
  • O tráfego do seu blog não está voltado para o tema do anúncio. Isto costuma ser habitual em blogs sem um tema concreto. O usuário navega ao longo de vários temas diferentes e clica na publicidade ao acaso e por simples curiosidade. Isto origina um tráfego de pouca qualidade, sendo precisamente isso que o Google pretende evitar.
  • A publicidade não é útil para o usuário. O Google quer que a publicidade de um site seja mais uma opção para o usuário que procura uma determinada informação. O usuário, depois de ler o texto da página, deve querer mais informação e ter mais opções e para isso coloca-se então a publicidade. Deve saber que está a clicar na publicidade.

 

Como evitar o Smart Pricing

A única forma que se conhece de evitar o smart pricing é atrair tráfego de qualidade, o que se consegue criando conteúdo de qualidade e com utilidade para o usuário.

Mas também podem ser feitas algumas coisas para tentar acelerar o processo:

  • Dirigir as suas visitas para um tema concreto.
  • Procure que o visitante passe mais tempo no blog e que veja varias páginas antes de clicar na publicidade.
  • Procure filtrar os anunciantes de baixa qualidade que provocam uma má experiência ao usuário.
  • Evite que o mesmo usuário clique em vários anúncios diferentes na mesma sessão.

 

Quanto tempo dura o Smart Pricing?

O Google diz que os seus algoritmos são actualizados regularmente para calcular o preço que paga por clique. Não nos diz no entanto quando actualiza esse algoritmo, mas especula-se que todas as semanas são recalculados os valores dos anúncios que são mostrados num site.

Desta forma, se de uma semana para a outra o conteúdo do seu blog melhorou, o preço voltará ao normal. Se isso não acontecer, irá continuar a ser afectado pelo smart pricing.

 

Mais coisas sobre o Smart Pricing

  • O smart pricing actua sobre toda a conta de Adsense – Se tem anúncios da mesma conta de Adsense em diferentes blogs, basta que um deles seja afectado pelo smart pricing para que toda a sua conta também seja. Por isso, muitas vezes será talvez melhor deixar sem publicidade uma página afectada até que a conta recupere deste problema.
  • O smart pricing não depende do CTR – É igual se o CTR for muito alto ou se as visitas e impressões de página aumentaram. O Google quer tráfego de qualidade e orientado e não tráfego genérico.
  • Tem que ter em conta que existem outros factores que podem afectar o preço dos anúncios. Um dos mais importantes é o chamado Sandbox. Se a sua página está dentro da sandbox, o Google apenas irá mostrar anúncios residuais no seu blog e consequentemente, com valores muito baixos.
  • Há alguns anos atrás não era levada tão a sério a optimização do Adsense nem dos próprios blogs. Não se aplicavam tanto como hoje as técnicas de SEO. Hoje em dia, uma alta percentagem dos blogs está optimizada, além de que os usuários de Adsense serem muitos mais. Mas esta explosão de editores não teve igual repercussão nos anunciantes, pelo que existem muitos mais blogs de qualidade para os bons anúncios do que bons anúncios. Além do mais também os anunciantes se tornaram mais inteligentes e sabem como pagar o valor mínimo para conseguir mais resultados. Assim será normal se nem todos os anúncios tiverem grandes ganhos.

 

Para concluir, gostaria de dizer que o Google e toda a sua tecnologia fazem parte de um sistema caótico. Isto significa que não podemos esperar resultados concretos quando fazemos alterações. Por vezes umas mudanças funcionam e outras não, para alguns editores funciona e outros nem por isso, funciona durante um mês e no mês seguinte não. São muitos os factores que influenciam e é quase impossível ter tudo em conta. Como diz o próprio Google, “o conteúdo é rei”.



Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.