marketing de conteúdos 2018

O que 2018 vai trazer de novo em termos de marketing de conteúdos



marketing de conteúdos 2018O marketing de conteúdos tem sido uma das grandes tendências dominantes dos últimos anos. Quando apareceu, os responsáveis de marketing aperceberam-se do seu potencial, tendo crescido e se transformado num elemento quase obrigatório que ninguém devia descurar. A sua importância é cada vez maior, como demonstra o facto de as empresas lhe dedicarem orçamentos cada vez maiores ou contratarem profissionais e especialistas da área.

Mas o marketing de conteúdos não é algo imóvel, fixo. É um elemento vivo e que as empresas e profissionais têm de trabalhar. É preciso haver uma adaptação aos novos tempos e saber reconhecer as mudanças. Só assim será possível manter a actividade fresca e continuar a obter bons resultados.

Mas o que irá ser o futuro do marketing de conteúdos? Seguindo as recomendações de uma análise na Entrepreneur, poder-se-ia chegar à conclusão que as mudanças a ter em conta irão ocorrer sobretudo em quatro grandes áreas.

 

Na produção de conteúdos

Basicamente pode-se resumir tudo no facto de no próximo ano se ter que gastar mais dinheiro em conteúdos. As grandes empresas estão a investir em conteúdos originais e estão a entrar também na procura de consumidores via conteúdo. Isto significa um maior orçamento para esta área, já que será necessário criar conteúdos melhores que terão uma concorrência também cada vez maior.

O conteúdo não só terá de ter mais qualidade, como também terá de ser mais relevante. E isso, qualquer que seja o ponto de vista, terá de ser pago.

 

No conteúdo de vídeo

É o grande futuro do marketing de conteúdos, como mostram as previsões de crescimento dos vídeos em geral. A previsão é que em 2019, 80% de todo o tráfego online esteja ligado ao vídeo.

Para as marcas e empresas é uma oportunidade para tornar mais rica e completa a experiência de compra e consumo e para ainda se poder aceder a certos conteúdos sob demanda. As marcas deverão criar conteúdos de vídeo em massa.

 

Na personalização

As marcas e as empresas compreendem a importância da personalização, tanto que segundo uma informação da Gartner, em 2018 os que tiverem ferramentas para o fazer, conseguirão superar os restantes. Isto levará a que se personalize tudo, conteúdo incluído.

Personalizar conteúdo não é fácil, mas as marcas que o fizerem bem, criando equipas para o efeito e estabelecendo estratégias a longo prazo, irão conseguir conectar-se melhor com os consumidores e obter melhores resultados.

 

No conteúdo gerado por usuários

O conteúdo gerado pelos usuários mostrou ser muito positivo e conseguiu obter bons resultados, pelo que as marcas e empresas continuarão a potenciar esta questão e tentarão que os seus consumidores se manifestem.

Num futuro imediato, o grande espaço a incentivar será o Instagram, onde as marcas vão precisar que os seus consumidores usem as suas hashtags e coloquem os seus produtos e serviços nas suas próprias Stories para aumentar a visibilidade e o engagement.



3

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.