marketing de conteúdos

O marketing de conteúdos funciona?



marketing de conteúdosMuito se tem falado e escrito sobre o marketing de conteúdos, da sua efectividade e das suas vantagens, sendo esta uma das estratégias do marketing online que ganhou mais popularidade nos últimos anos.

Ainda há pouco tempo vi uma discussão num fórum onde um dos participantes dizia que o marketing de conteúdos não funciona; tinha feito testes e ainda não tinha conseguido obter quaisquer bons resultados apesar de ter vindo a criar conteúdos para o seu blogue durante mais de um ano.

Pareceu-me algo difícil de acreditar mas decidi não tirar conclusões precipitadas até ver o trabalho que tinha sido feito e os conteúdos criados.

Ao analisar o tipo de conteúdos criados apenas pude pensar que muitas pessoas chamam a qualquer coisa marketing de conteúdos.

 

O que é o marketing de conteúdos?

O marketing de conteúdos é uma estratégia de marketing online que consiste em criar e publicar conteúdos que atraiam potenciais clientes, gerando interesse e criando algo com um valor real. É baseado na criação de conteúdos que façam com que os compradores fiquem melhor informados e que até mesmo seja criada uma certa ligação emocional.

E é aqui onde normalmente se comete o primeiro erro.

Por exemplo, muitas empresas têm uma estratégia errada de criar conteúdos voltados apenas para elas mesmas e esquecendo os potenciais clientes. Com efeito, o marketing de conteúdos é a arte de comunicar e fidelizar clientes. Mas ainda assim algumas empresas pensam que criar conteúdos de qualquer tipo já é fazer marketing de conteúdos. Isto é publicar por publicar.

Se não definimos correctamente o tipo de público que queremos atrair, nem fixarmos objectivos em cada publicação, nem trabalharmos um plano editorial, estaremos a criar conteúdos mas não estaremos a fazer nenhum marketing de conteúdos.

É importante que entendamos que o marketing de conteúdos está focado para as necessidades do cliente/leitor, ao qual é preciso fornecer conteúdo relevante que se ajuste ao que precisa.

 

Para que serve o marketing de conteúdos?

Os benefícios do marketing de conteúdos são diversos, tal como são diversos os objectivos que se pretende atingir.

Talvez o mais típico seja o de gerar tráfego, posicionando os conteúdos criados para os motores de busca e ir aumentando de forma orgânica a quantidade de visitas que o website recebe.

Mas através do marketing de conteúdos é possível conseguir mais objectivos. Vejamos alguns deles:

  • Conhecimento da marca (brand awareness)
  • Captação de novos clientes
  • Geração de leads
  • Retenção de clientes
  • Aumentar o engagement
  • Ou até mesmo aumentar ventas

 

Tipos de conteúdos

Os conteúdos que podemos criar são muito variados e devemos sempre pensar primeiro quais fazem mais sentido de forma a publicarmos em função dos nossos objectivos de negócio.

Alguns de os conteúdos que podemos criar são:

  • Artigos para um blogue
  • Uma newsletter
  • Imagens
  • Guias
  • eBooks
  • Videos
  • Tutoriais
  • Whitepapers
  • Informações
  • Casos de estudo
  • Webinars
  • Aplicações móveis
  • Apresentações
  • Infografias
  • Podcasts

 

Os diferentes canais para o marketing de conteúdos

Do meu ponto de vista, sem uma página web ou blogue o marketing de conteúdos não tem sentido. Sim, pode-se trabalhar uma presença em qualquer rede social e fazê-lo bem: Twitter, Facebook, LinkedIn, Pinterest, Instagram ou qualquer outra rede social, e pode-se até mesmo colaborar com outros bloggers que nos permitam publicar nas suas páginas, o podemos publicar conteúdos em algum website famoso do sector onde se estiver a trabalhar, mas não deixaríamos de estar a usar um espaço “emprestado”.

Não podemos deixar em mãos alheias uma parte importante do nosso negócio.

E ter muitos fãs e seguidores nas redes sociais está muito bem, mas isso não nos irá trazer mais negócio. No entanto, ter um website ou blogue onde é possível fazer captação de leads, onde podemos comunicar quando quisermos, sem haver limitações de alcance (poder chegar à totalidade da nossa base de dados de contactos) ou sem necessidade de ter de pagar para poder chegar a eles (como no Facebook), faz com que seja obrigatório eu absolutamente necessário dispor de um website ou blogue.

Dito isto, os canais típicos onde podemos promover os nossos conteúdos são:

  • Website ou blogue
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Youtube
  • Vimeo
  • LinkedIn
  • Pinterest
  • Google+
  • Slideshare
  • Tumblr
  • Outras redes sociais
  • Fóruns

 

Os principais erros no marketing de conteúdos

Comentava no início deste artigo que muitas empresas ainda não sabem muito bem como devem criar conteúdos, confundindo o porque criam esses conteúdos e para quê. Talvez mal informadas cometem certos erros típicos que se podiam resumir em:

  • Falta de regularidade na criação de conteúdos: este talvez seja um dos pontos onde as empresas mais falham, e que está muito ligado ao facto de não dispor de um calendário editorial para controlar as publicações e tipos de conteúdos realizados ou a realizar. Se alguém assinar uma newsletter semanal, espera receber um email todas as semanas. Se um website ou blogue promete publicar diariamente, o usuário não esperará menos. Da mesma forma se decidimos trabalhar um canal no YouTube, seria conveniente que fossemos constantes.
  • Conteúdo inútil: o erro mais importante e que provavelmente marca a diferença, entre publicar conteúdos e fazer marketing de conteúdos, é definir correctamente a necessidade que cobre um conteúdo determinado e qual é o valor que trás para o usuário.
  • Conteúdos unicamente centrados na venda: este tipo de conteúdos não acresce qualquer valor aos usuários, nem é difundido nas redes sociais, nem cobrem nenhuma necessidade específica, transformando-se assim em conteúdos inúteis. As pessoas querem ligar-se de forma emocional com as empresas e este tipo de conteúdos não consegue este objectivo.
  • Conteúdos de baixa qualidade: uma vez li que Pat Flynn do “The Smart Passive Income” tentava fazer com que o conteúdo gratuito na sua página web fosse da melhor qualidade possível, mesmo ainda melhor do que o seu conteúdo pago. Isso cria um bom efeito na audiência que pensa “se o conteúdo gratuito é bom, como será o conteúdo pago?”. O objectivo é conseguir fazer partilhar o melhor conteúdo do nosso sector se tornar numa referência.

 

Como começar a trabalhar uma estratégia de marketing de conteúdos

Finalmente, se queremos levar a cabo uma estratégia de conteúdos de sucesso, deveríamos seguir os seguintes passos:

  • Definir claramente a quem queremos chegar
  • Marcar objectivos que queremos conseguir, criando e publicando estes conteúdos
  • Saber em que canais se encontra o nosso potencial cliente e desenvolver uma estratégia para o alcançar
  • Planear as publicações que vamos fazer, em que canais, tipos de conteúdos e com que frequência (criar um plano editorial)

 

Algumas ligações interessantes

Aqui ficam algumas referências que quero partilhar e que considero fontes imprescindíveis para acabar de entender o marketing de conteúdos.

  • Epic Content Marketing. Este é um livro de Joe Pulizzi que para mim será dos melhores livros que se escreveram sobre este tema. Também é o mais completo. É um livro imprescindível na biblioteca que quem se dedica a este tema.
  • The Advanced Guide to the Content Marketing. Seguramente o melhor artigo ou guia que foi escrito sobre marketing de conteúdos. Está em inglês, como a grande maioria dos bons artigos. É um guia composto por 10 capítulos que nem conseigo entender como pode ser gratuito. Recomendado.
  • Content Rules, um livro de Ann Handley e C.C. Chapman. Bom livro que explica como criar blogues, podcasts, videos, ebooks, webinars e outros tipos de conteúdos para aumentar o engagement com os clientes.

 

Espero que tenhas gostado deste artigo que é um pouco mais longo do que é habitual, mas era um tema que merecia algum aprofundamento.

Se gostaste deste artigo deixa o teu comentário ou a tua opinião sobre este tema. Talvez seja algo que possa ser acrescentado ao que já foi referido.



Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.