optimização de vídeos no YouTube

Guia para optimização de vídeos no YouTube



optimização de vídeos no YouTubeÉ frequente falar-se de optimização de páginas web, mas menos comum a optimização de vídeos no YouTube. No entanto, esta grande plataforma é o segundo motor de busca mais utilizado no mundo, e ter aqui uma boa presença pode marcar a diferença entre o sucesso e o fracasso de qualquer projecto.

Se ainda não estás no YouTube, então estás a perder visitas. Por essa razão fiz este pequeno guia de optimização de vídeos no YouTube para ajudar cada um de vós a aprender a posicionar de forma relativamente simples e efectiva os seus vídeos. O resultado irá dar visibilidade aos teus vídeos, e se for aplicada uma boa estratégia de marketing, também mais vendas. Mas vamos passar à prática! Aqui ficam os principais factores em termos de SEO para ajudar a posicionar no YouTube.

 

Como otimizar vídeos no YouTube

 

  1. Palavra-chave/keyword no início do título

No título do vídeo deve aparecer a palavra-chave principal, de preferência logo no início. Por exemplo: Alojamento web de qualidade 2015!!

Os dois pontos de exclamação no final e as palavras “de qualidade” são para chamar a atenção do usuário, embora não seja importante para a optimização do vídeo, mas acaba por ser para atrair o público quando olham para os resultados da pesquisa. Em resumo:

  • Título com palavra-chave no início
  • Palavras apelativas para chamar a atenção

 

  1. Palavra-chave/keyword no início da descrição

Para além de incluir a keyword no início do título, é importante também inclui-la no início da descrição do vídeo. Olhando para os principais resultados de qualquer pesquisa, podemos verificar que as descrições mostram as palavras-chave no início, por isso também devemos incluir a palavra-chave logo no princípio do texto da descrição do vídeo. Resumidamente:

  • Colocar a palavra-chave no início da descrição

 

  1. Uma descrição longa

Tal como acontece nos resultados de pesquisa do Google, também o YouTube está a valorizar as descrições que têm conteúdo de qualidade. Ou seja, já não é suficiente escrever duas linhas e colocar uma ligação com publicidade para o teu site. Tens de trabalhar uma boa informação sobre o que apresentas no vídeo, e quanto mais texto melhor (não esquecer de incluir a palavra chave no inicio), e finalmente colocar uma ligação para o teu site no final, se assim o desejares. Em resumo:

  • Descrições longas com conteúdo útil e relacionado com o vídeo
  • Palavra-chave no início da descrição
  • Não usar encurtadores de URL

 

  1. Etiquetas

Quando fizeres upload de um vídeo aparece uma secção de “Etiquetas”. Ali deves escrever algumas palavras-chave relacionadas com o vídeo, separadas por uma vírgula. No exemplo dado anteriormente podia ser: hosting, alojamento, 2015.

Normalmente coloco etiquetas com uma única palavra, mas muitos usam etiquetas tipo “hosting web”, “hosting 2015″, “hosting web 2015″, “hosting de qualidade”.

Não posso dizer qual é a mais eficaz porque não fiz ainda nenhuma experiência comparativa, mas penso que talvez seja mais natural a colocação de apenas uma palavra.

 

  1. Optimização do canal

O YouTube valoriza uma série de aspectos relacionados com a optimização do canal, nomeadamente:

  • Colocar a keyword no canal. Por exemplo: “marca” + “keyword”
  • Selecciona o país do teu canal
  • Estabelece algumas keywords principais
  • Antiguidade do canal e do vídeo em questão

 

  1. Subscreve outros canais

Isto é feito para que o YouTube te descubra mais facilmente. Quando subscreves um canal, aparece uma ligação nas listas de subscritores desse canal. Como o Google faz uma revisão a cada uma dessas ligações, irá dar-se conta mais rapidamente que também tens um canal no YouTube.

Por essa razão deves subscrever canais do YouTube que sejam conhecidos.

Imagina a seguinte situação: Como fazes quando queres encontrar um livro? Como é a forma mais fácil de o encontrar, se estiver apenas numa livraria ou se estiver em várias? A mesma coisa acontece aqui.

 

  1. Associa o teu Google+ ao canal do YouTube

Não é de estranhar que o YouTube valorize a sua rede social, o Google+ (não esquecer que o YouTube pertence ao Google). Se associares o teu canal à tua conta do Google+, se tiveres muitos +1 e publicares com frequência, será algo extremamente positivo para ajudar a posicionar os vídeos que subires para o teu canal.

Para isso podes ir ao menu superior do YouTube, fazes clique no teu nome de usuário e irão aparecer uma série de ligações entre as quais estão as necessárias para configurar correctamente a ligação Google+/YouTube.

 

  1. Consegue subscritores

Para posicionar os vídeos o YouTube também tem em conta número de subscritores de cada canal.

Podemos esperar a que subam lentamente ou então usar plataformas gratuitas como o AddMeFast para conseguir subscritores de forma automática.

 

  1. Conseguir likes

Tal como nas subscrições, quantos mais likes tivermos nos nossos vídeos, melhor. Para conseguir isso, podemos utilizar algumas plataformas que vendem likes.

Mas tem cuidado com esta situação. É preciso mostrar naturalidade, por isso não envies 1.000 likes num único dia porque o YouTube vai notar que não são naturais e pode eliminar o vídeo. O meu conselho é que analises a tua concorrência, e se por exemplo a tua concorrência tiver um máximo de 2.000 likes, podes colocar um limite para conseguir 100 por dia. Vai demorar mais, mas não te arriscas a sofrer penalizações. E mais vale tarde do que nunca.

Para o efeito podemos usar a ferramenta gratuita AddMeFast.

 

  1. Visitas de alta retenção

Este é um ponto fundamental. É preciso ter visitas de alta retenção (também chamadas HR, High Retention). As visitas de alta retenção são aquelas visitas que vêm o vídeo todo ou quase todo. Isto indica ao YouTube que o vídeo é interessante e que as pessoas vêem-no até ao final porque o conteúdo tem qualidade.

Mas comprar visitas é sempre um assunto polémico. Haverá sempre quem diga que não, que comprar visitas é algo que o YouTube penaliza. Mas isso é porque não encontraram um bom site que forneça visitas de qualidade. Esta técnica está comprovada, confirmada, e funciona. Vais conseguir um montão de visitas orgânicas graças a essa autoridade que te foi transmitida pelas visitas de alta retenção anteriormente compradas.

YouTube

Mais alguns truques de SEO para o YouTube

Recomenda-se a colocação de etiquetas extra na descrição? Ou seja, no final do texto útil devemos colocar muitas etiquetas com as keywords principais?

Já foi útil anteriormente, mas agora o YouTube penaliza e até mesmo elimina os vídeos que usam essa técnica Black Hat.

Recomenda-se o envio de visitas e de likes logo depois de termos feito upload do vídeo, ou devemos esperar um pouco?

Não é preciso esperar, pode-se enviar os likes e as visitas compradas logo a partir do momento em que o vídeo estiver online. Se exploras os vídeos novos, irás conseguir mais facilmente posicioná-los desta forma. O YouTube dá alguma importância aos novos vídeos.

As acções sociais têm influência no posicionamento do vídeo?

Sim, cada ligação colocada num perfil social conta como um link.

As ligações para os vídeos são importantes?

Sim e podem ser obtidas de duas formas:

  • Através das típicas ligações em texto: onde fazemos clique e somos dirigidos para o vídeo.
  • Através do código “embed”: colocar o código HTML do vídeo nalguma página. Por exemplo, se colocar aqui um vídeo estaria a criar uma ligação para ele.

 

Agora depende de ti. É meter mãos à obra para te transformares num mestre do YouTube, superar a concorrência e conseguir os primeiros resultados da pesquisa.



Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.