All in One SEO pack ou WordPress SEO by Yoast

All in One SEO pack ou WordPress SEO by Yoast?



All in One SEO pack ou WordPress SEO by Yoast

Vou hoje falar um pouco sobre plugins de SEO para WordPress. All in One ou Yoast, uma das decisões pelas quais todo o blogueiro passa pelo menos uma vez na vida e que irá determinar em boa medida a sua forma de entender a “optimização” de um conteúdo.

Vou hoje falar um pouco sobre estes dois plugins e dizer qual é o meu preferido e sobretudo qual a razão.

Este artigo vai basear-se única e exclusivamente na diferença que se pode observar entre um e outro, desde um ponto de vista puramente de optimização SEO. Não vou entrar em pontos de vista mais técnicos, ou se um é mais completo do que o outro, porque o que pretendemos é entender qual é o melhor do ponto de vista prático. Vamos então ao que realmente importa.

 

O problema do WordPress Seo by Yoast com as long tail keywords

Vou tentar explicar isto de forma breve. O Yoast é um plugin que na minha opinião é dirigido a um público que não tem um nível muito elevado em termos conhecimentos de SEO. Ou seja, é concebido para um utilizador mais generalista, pois integra funções que qualquer pessoa menos conhecedora irá achar que lhe torna a vida mais fácil e sobretudo deixá-la mais tranquila.

* As famosas confirmações a verde e vermelho

Não gosto especialmente deste plugin porque tem a faculdade de confundir o utilizador mais avançado em SEO, já que é o plugin a tomar a decisão sobre a optimização correcta ou não de um post. Mas a verdade é que este plugin é automático, e não sabe nada acerca de SEO. Ele apenas valoriza se a palavra-chave aparece de forma “sistemática” em todas as partes do conteúdo ou não. É esse o seu critério principal, e como sabemos é preciso usar sinónimos, variações da palavra-chave principal e trabalhar também a semântica do texto. Além do mais, devemos escrever para as pessoas e não para os motores de busca.

O Yoast baseia-se unicamente na citada repetição. E pior ainda, se nos fiarmos demasiado nas suas indicações, podemos mesmo acabar por sobreoptimizar o conteúdo, com as devidas consequência nos resultados de pesquisa.

Vejamos este exemplo:

All in One SEO pack ou WordPress SEO by Yoast

O plugin diz que o post está optimizado para a keyword “ovos”. A sua utilização é simples e fácil, permitindo obter resultados e ver se o trabalho está bem feito, principalmente quando as palavras-chave são curtas. O problema é quando estamos a tentar optimizar o texto para uma palavra-chave longa. Aqui a coisa já muda de figura.

Ou seja, o Yoast seria muito útil se apenas pretendesse optimizar um post para a keyword “iPhone 6”, mas então onde é que está o problema, poderão estar a perguntar? O problema é que conseguir rankear uma palavra-chave como “iPhone 6” é realmente difícil (para não dizer impossível) e o mesmo acontece com uma montanha de palavras-chave curtas.

Por essa razão, uma boa opção podia ser tentar rankear uma palavra-chave mais longa, como por exemplo “comparativo entre iPhone 6 e Samsumg Galaxy Note“.

All in One SEO pack ou WordPress SEO by Yoast

Essa seria a palavra-chave que podia ser utilizada usando o All in One SEO. Mas se utilizarmos essa long tail no Yoast tudo irá ficar colorido a vermelho. Isso acontece porque o plugin apenas é capaz de reconhecer quando foi colocada a mega keyword “comparativo entre iPhone 6 e Samsumg Galaxy Note” na H1, no título, na url e também, naturalmente, no próprio conteúdo e na descrição. Qual a conclusão a tirar? Há um excesso de optimização dessa long tail keyword, com as devidas consequências a nível de posicionamento nos resultados de pesquisa.

As luzes verdes e vermelhas são um indicador pouco fiável que mostra de uma forma muito generalista se um post está bem optimizado. Alguém com poucos conhecimentos de SEO poderá pensar que o posto está bem optimizado, mas na realidade está é sobreoptimizado e isso é sempre negativo aos olhos do Google.

Mas agora também gostaria de saber a tua opinião. Gostas mais do Yoast ou do All in One? 😉



5 Comentários

  1. Marcos
    Junho 11, 2015
  2. André
    Dezembro 10, 2015
    • Paulo António
      Dezembro 10, 2015
      • André
        Dezembro 10, 2015
  3. Claudio Marques
    Outubro 24, 2017

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.