9 Dicas Para Aparecer Na Primeira Página Do Google

Para qualquer marca ou empresa, aparecer na primeira página do Google é essencial para melhorar o seu volume de negócios. O problema é que há muitos a lutar para estar nessa primeira página, só que apenas alguns o conseguem fazer. A constante atualização do algoritmo dos motores de busca, faz com que um website possa perder muitas posições numa questão de dias. Para evitar esta situação, é necessário trabalhar no SEO do site para que o motor de busca não se esqueça de nós.
Por isso hoje temos uma série de dicas fundamentais para obter um melhor posicionamento.
Vamos ver quais são estas dicas para aparecer na primeira página do Google.

Aumentar o número de backlinks

Aumentar o número de backlinks para melhorar o posicionamento. É a primeira regra seguida pelos motores de busca. As ligações são uma das principais variáveis que compõem o seu algoritmo, mas não a única.
Os melhores conteúdos. Considerando que a construção de links é o processo de obtenção de links para o website de uma marca a partir de outros websites relevantes, é necessário combinar estratégias de marketing, vendas e psicologia.
Para que uma estratégia de construção de backlinks funcione é inevitável ter o melhor conteúdo, uma vez que alguém que faz ligações a partir de um site é porque esse conteúdo lhe interessou.
Um trabalho contínuo de captação de ligações traz diferentes benefícios: melhoram a visibilidade da marca, transmitem reputação e autoridade; permitem aumentar o tráfego e os seguidores; e ajudam a alcançar objetivos a curto e longo prazo.
Quanto mais links obtiveres de outros websites relevantes, mais pessoas verão esse conteúdo e poderão, no futuro e através de uma estratégia de marketing adequada, ser convertidos em clientes.

Pesquisa constante de valiosas fontes de links

A construção de backlinks faz parte do SEO (Search Engine Optimization), a optimização orgânica para motores de busca.
Algumas das vantagens que oferece para chegar aos clientes são: maior autoridade de um website, maior visibilidade e um investimento mais duradouro. As técnicas de construção de links não são apenas mais baratas do que investir em publicidade: o investimento continua a dar os seus frutos enquanto o link e a página de onde provém permanecerem ativos.
Além disso, as ligações são públicas. O envolvimento na construção de ligações, combinado com a análise estratégica da concorrência, proporciona a capacidade de ver exatamente de onde os concorrentes estão a obter as suas ligações e de visar essas mesmas fontes para que uma marca adquira as suas próprias ligações ou mesmo descobrir outras fontes valiosas para o seu negócio.

SEO On Page e SEO Off Page, sempre de mãos dadas

Para que um website esteja melhor posicionado, a estratégia deve basear-se em dois tipos de acções:

SEO On Page

Inclui todas as técnicas que uma marca pode utilizar no teu próprio website para garantir o seu posicionamento nas SERPs (páginas de resultados de pesquisa).
Os elementos que melhoram este aspecto são: manchetes, metadados (palavras-chave e descrições), estrutura do conteúdo do website, URL, conteúdo HTML e ligações internas.

SEO Off Page

É a técnica que se centra em obter ligações externas apontando para um sítio web para melhorar o posicionamento orgânico nos motores de busca. Dentro desta disciplina, a construção de ligações é uma das principais técnicas.
Uma estratégia de geração de ligações deve ser acompanhada de um acompanhamento das métricas através das quais a sua eficácia será medida, para saber se os resultados esperados são alcançados e para tomar as decisões certas: aumentar o investimento, mudar a estratégia, investir em conteúdos de maior valor, apostar em outras palavras-chave, etc.

As métricas essenciais são DA, PA e DR.

Estas métricas permitem identificar se as fontes a partir das quais estás a obter ligações são de valor e ajudam a melhorar a autoridade de um website.
  • DA (Autoridade do Domínio). Define a autoridade de um domínio, um website como um todo e foi estabelecido pela MOZ, uma das principais ferramentas de SEO. Quanto mais alto for (de 1 a 100), maiores são as hipóteses de aparecer nos primeiros resultados do Google. Mas tem cuidado com esta métrica porque um website pode ser prejudicado se receber ligações de um domínio com baixa autoridade.
  • PA (Page Authority). É uma medida da qualidade e quantidade de ligações de entrada para uma página específica, também definida pela MOZ. A diferença é que mede apenas uma página de todo o website, algo especialmente interessante ao conceber uma estratégia de ligações internas.
  • DR (Domain Rating). Este índice também mede a autoridade de um domínio a nível mundial. É uma métrica comparável tanto à autoridade do domínio (DA) como ao Pagerank (PR) original, que o Google já não exibe publicamente.

Aposta nas palavras longtail

A escolha nas palavras-chave certas é um dos eixos que marcará o sucesso ou o fracasso da estratégia de criação de ligações. Daí a importância de ter um bom número de palavras-chave e de estabelecer uma melhoria contínua. Esta é a única forma da construção de backlinks funcionar.
É melhor optar pela cauda longa. Ou seja, usar palavras-chave que sejam tão específicas quanto possível. Mesmo que não recebam muitas buscas, eles garantirão que a marca oferece o que está realmente a ser procurado e obterão tráfego qualificado.
O primeiro passo é criar uma extensa lista de palavras-chave:
  • Analisar os utilizados por clientes, fornecedores e concorrentes. Podes obtê-lo consultando as meta palavras-chave dos teus sítios web.
  • Responde às seguintes perguntas: O que é que a marca oferece, o que é que vende exatamente? Tens de te colocar no lugar dos utilizadores e converter as respostas em palavras-chave contendo entre um e cinco termos.
Também podes utilizar ferramentas como o planeador de palavras-chave do Google Adwords para analisar o volume de pesquisa, que é o próximo passo. Só então saberás onde te deves concentrar.
Outra opção é utilizar a ferramenta Google Trends para observar a tendência de procura de uma palavra-chave ao longo de um determinado período de tempo. Isto ajuda a identificar os tempos em que certas palavras-chave se tornam populares.

Escolhendo o anchor text certo

Eles formam a parte visível de uma ligação que conduz a uma página. É o texto em que os utilizadores têm de clicar se quiserem abrir a ligação. E o ideal seria que estivesse relacionado com uma das palavras-chave estabelecidas na tua lista.

Obter ligações de fontes autorizadas e valiosas

Nem todas as ligações valem o mesmo. Até há pouco mais de um ano, existiam dois tipos básicos de ligações:
  • Dofollow. Estes são os links padrão, aqueles que não incluem quaisquer atributos HTML especiais para os reconfigurar. As “aranhas” do Google rastejam-nas regularmente.
  • Nofollow. Estas são ligações que não transmitem autoridade (nem DA, nem PA ou PR) da fonte original. Foram criados para reduzir o spam.
O normal, portanto, é conseguir fazer seguir as ligações que transmitem a autoridade das fontes a que se ligam. Esta é uma das chaves para uma estratégia correta de construção de backlinks.

Integrar a construção de links na tua estratégia de conteúdo

A chave para uma estratégia eficaz de construção de backlinks é obter ligações de uma forma natural. Ou, pelo menos, parecer que sim, algo que é cada vez mais complicado, uma vez que o Google estabelece padrões que penalizam a construção de ligações artificiais.
Além disso, o conteúdo que prevalece hoje em dia é visual. Infografias e vídeos são os conteúdos mais fáceis de partilhar.
A partir daí é quando entram em jogo diferentes tácticas que podem ajudar a identificar os sítios Web a partir dos quais se pretende obter ligações e relacionar-se com eles para o obter.

Deixa o teu comentário